Em dezembro, a 3ª edição do Festival Tardezinha do Samba reúne sambistas locais e nacionais. Dessa vez em formato on-line, o projeto amplia os horizontes para além de sua terra natal, Ceilândia, intercambiando artistas do DF com sambistas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O festival ocorre aos fins de semana, nos dias 5, 6, 12 e 13. Sempre das 12h às 19h, no canal Tardezinha do Samba no Youtube.

De casa e sem aglomeração, a 3ª edição do festival se une à rede de projetos culturais que segue se reinventando e movimentando a economia criativa em novos formatos, mesmo em meio à pandemia do Covid-19. No palco on-line do Tardezinha, a roda se abre para que artistas, majoritariamente negras e negros, ecoem as sonoridades afro-brasileiras refletidas no samba e em suas diversas variações e sotaques.

Entre as atrações principais e de renome nacional está o encontro entre Tuco Pellegrino e Marquinho do Pandeiro, integrantes da Velha Guarda da Portela, e o show da consagrada bandolinista carioca Nilze Carvalho. De São Paulo, Fabiana Cozza chega para apresentar sucessos que atravessam seus 8 discos.

O carioca radicado em Brasília e idealizador do Tardezinha do Samba, Marcelo Café, é uma das principais atrações locais, junto com 7naRoda, Renata Jambeiro, Teresa Lopes, Dhi Ribeiro, Milsinho, Kris Maciel, Cris Pereira, Amor Maior e Banda Coisa Nossa.

Além da musicalidade, essa edição do Tardezinha traz declamações poéticas, contação de histórias, exibições de documentários e prosas sobre a história do samba. Uma forma de potencializar o formato on-line aprofundando na história afro-brasileira e na tradição que vai muito além dos palcos.

Tardezinha do Samba
Idealizado pelo músico Marcelo Café e realizado pela Artecei Produções, o Tardezinha do Samba tem a proposta de reunir os principais fazedores de samba e da cultura afro-brasileira do Distrito Federal, sendo o primeiro festival do gênero realizado na cidade de Ceilândia. Esse encontro cria um intercâmbio cultural entre nomes consagrados e novos talentos, oportunizando o lançamento de novos trabalhos e a consolidação das rodas de samba que marcaram os fins de semana em Ceilândia no período pré-pandemia.

SERVIÇO
3ª Festival Tardezinha do Samba – Edição On-line
Dias: 5, 6, 12 e 13 de dezembro (sábado e domingo)
Horário: de 12h às 19h
Acesso: www.bit.ly/tardezinhadosamba
Classificação indicativa: livre

PROGRAMAÇÃO
5 de dezembro
12h: Toque de Salto
12h45: Papo de Samba com Onésio Meirelles (participação de Tuco Pellegrino e Tantinho da Mangueira)
13h: Já chegou quem faltava
13h45: Pegada Black
14h: Teresa Lopes
14h45: Momento Empreendedor com Luazi Luango
15h: Carol Nogueira
15h45: Papo de Samba sobre a cena de Brasília, com João Peçanha
16h: Dinho Braga
16h45: TBT do Tardezinha
17h: Marcelo Café

6 de dezembro
12h: Samba da Guariba
12h45: Papo de Samba sobre o Grupo Herdeiras do Samba, com Geyza Kuetti Meirelles
13h: 7naRoda
13h45: Momento poético com Avá Editora
14h: Milsinho
14h45: DJ Kazuza
15h: Cris Pereira
15h45: Ensaio Geral
16h: Kris Maciel
16h45: Poesia com Rêgo Junior
17h: Dhi Ribeiro

12 de dezembro
12h: Samba Sagaz
12h45: DJ Kazuza
13h: Conexão Rio Sampa – Marquinhos do Pandeiro e Tuco Pellegrino
14h: Amor Maior
14h45: Momento poético com MeiMei Bastos
15h: Chorando Baixinho
15h45: TBT do Tardezinha
16h: Nilze Carvalho
16h45: Marcelo Café

13 de dezembro
12h: Kanella de Cobra
12h45: TBT do Tardezinha
13h: Marquinhos Benon
13h45: Momento poético com Tati Nascimento
14h: Danuza Borges
14h45: Momento Empreendedor com Lia Maria – criadora da marca diaspora009
15h: Mirian Marques
15h45: TBT do Tardezinha
16h: Renata Jambeiro
16h45: Poesia com Cris Sobral
17h: Coisa Nossa
17h45: Fabiana Cozza